Re: Tag: 5 Perguntas – Cinema

Essa é uma tag que está rolando nos vlogs da vida – inclusive em alguns que eu recomendei nesse post. Ela foi criada inicialmente para livros pela Juliana, do canal O Batom de Clarice, e adaptada pelo canal Cinema com Cerveja. Achei muito divertido e resolvi participar!

Foi impossível escolher apenas um filme para cada pergunta, então eu trapaceei mesmo!

1. EM QUE FILME VOCÊ GOSTARIA DE MORAR?

MEIA-NOITE EM PARIS (Midnight in Paris, 2011) de Woody Allen

Porque eu adoraria morar em Paris, ainda mais se pudesse voltar no tempo todas as noites para uma época linda como foram os anos 1920 e 1890, e conhecer e conviver com artistas como Hemingway, Picasso, Dalí, Buñuel, Porter, Gauguin e Degas, ainda mais em ritmo de festa, romance e  descontração, como as situações se apresentam no filme. Esse, aliás, é um dos meus filmes favoritos de Allen (Mas um post com uma lista só dele está por vir!).

Marion Cotillard como Adriana e Owen Wilson como Gil, em Meia-Noite em Paris

MARIA ANTONIETA (Marie Anttoinete, 2006) de Sofia Copolla

Morar na corte de Versalhes, durante o reinado de Luis XVI? Provavelmente não. Morar na corte de Versalhes, durante o reinado de Luis XVI, do filme da Sofia Copolla? Com certeza! Olha, nem sou muito fã da Copolla. Sou apedrejada toda vez que digo isso, mas a verdade é que eu a considero uma diretora superestimada. Os filmes dela não me tocam como parecem tocar todo o resto da humanidade. Maria Antonieta não é exceção. Mas… O filme é lindo, em termos estéticos – direção de arte e figurino impecáveis – isso é inegável. E, apesar de considerar isso um problema no todo – acho admirável a ousadia impressa, mas considero o filme vazio -, individualmente é um trabalho espetacular. Eu viveria feliz naquela corte, com aqueles doces, aqueles vestidos e aquelas festas.

Kirsten Dunst como Maria Antonieta

TODOS DIZEM EU TE AMO (Everyone Says I Love You, 1996) de Woody Allen

Antes de explorar a Europa, Allen fez da cidade de Nova York seu set permanente; NYC era o seu personagem sempre presente. E como eu acho essa cidade incrível (apesar de nunca ter ido para lá), escolho ela como minha morada, com muita convicção. Todos Dizem Eu te Amo não é dos meus favoritos de Allen, mas é um musical e seria divertido morar em um!

Drew Barrymore como Skylar e Edward Norton como Holden, em Todos Dizem Eu te Amo.

2. QUAL PERSONAGEM VOCÊ GOSTARIA DE SER?

THE BRIDE (a Noiva) de Kill Bill – Volume 1 (2003) e Kill Bill – Volume 2 (2004), de Quentin Tarantino

Tarantino não é profundo; Tarantino é divertido. E se é para ser alguém *odão, que seja uma mulher, escolho a Noiva (ou Beatrix Kiddo). Ela fala japonês, luta com katana e destroi tudo o que estiver entre ela e seu objetivo. Awesome!

Uma Thurman como a Noiva, em Kill Bill – Volume 1

DANNY OCEAN de Onze Homens e Um Segredo (2001), Doze Homens e Outro Segredo (2004) e Treze Homens e Um Novo Segredo (2007)

Adoro essa trilogia do Steven Soderbergh; é divertida, bem filmada e cheia de referências. Danny Ocean é minha escolha se fosse para ser homem: ele é cool, elegante, talentoso e milionário, não preciso de mais nada!

George Clooney como Danny Ocean, em Onze Homens e Um Segredo

3. QUAL FILME VOCÊ MUDARIA O FINAL?

Achei muito difícil me lembrar de um final que mudaria. Então, para não ficar sem resposta, resolvi mudar a pergunta para QUAL É O SEU FINAL FAVORITO DE FILME?

SIDEWAYS (2004), de Alexander Payne

Esse é um filme redondo; não tiro nem ponho nada nele. O roteiro e direção de Alexander Payne são precisos, e a atuação de Paul Giamatti, uma gema. Payne é um diretor de quem gosto muito, principalmente por seu trabalho nesse Sideways e em Eleição (Election, 1999), mas que pisou na bola em seu último e insosso longa Os Descendentes (The Descendants, 2011). Já Giamatti entrega uma média de três longas por ano, mas é seriamente subestimado, e acaba em papéis aquém de sua capacidade. Para quem conhece o filme, sabe que o final não é propriamente um final, e é exatamente isso que me faz gostar tanto dele. Acho que se encaixa perfeitamente na estética do filme.

Sandra Oh como Stephanie, Thomas Haden Church como Jack, Virginia Madsen como Maya e Paul Giamatti como Miles, em Sideways

CLUBE DA LUTA (Fight Club, 1999), de David Fincher

Esse filme, por muito tempo, figurou no meu top 3. Assisti dezenas de vezes e provavelmente ainda tenho muitos diálogos memorizados. É inegável a importância desse filme para o cinema. E o final, romântico e caótico, é uma síntese de toda a história vivida pelo protagonista, o Narrador (Edward Norton), Tyler Durden (Brad Pitt) e Marla Singer (Helena Bonhan Carter).

Edward Norton como o Narrador e Helena Bonhan Carter como Marla Singer, em Clube da Luta

4. QUE OBRA VOCÊ GOSTARIA DE TER ESCRITO (ou dirigido)?

PERSONA (1966), de Ingmar Bergman

Bergman é um dos meus diretores favoritos, e considero Persona sua obra-prima, onde texto, direção, direção de arte, fotografia, desenho de som e atuações estão nada menos que perfeitos.

Bibi Andersson como Alma e Liv Ullmann como Elizabeth Vogler, em Persona

DEPOIS DA VIDA (Wandâfuru Raifu, 1998), de Hirokazu Kore-eda

Não tinha como não escolher um filme japonês. Minhas origens, das quais tanto me orgulho, tornam impossível não me identificar com esse cinema, e apesar disso, creio que Hirokazu Kore-eda, um dos mestres da atualidade do cinema japonês, transmita suas histórias de forma universal. Depois da Vida é meu filme favorito desse diretor.

AMOR À FLOR DA PELE (Fa Yeung Nin Wa, 2000), de Wong Kar Wai

Wong Kar Wai também é um dos meus diretores favoritos, e essa eu considero sua obra-prima. Se não fosse para dirigir, eu ficaria extremamente satisfeita se tivesse realizado a Direção de Arte, que é impecável.

Maggie Cheung como Su Li-zhen e Tony Leung como Chow Mo-wan, em Amor À Flor da Pele

5. QUAL TÍTULO DE FILME VOCÊ CONSIDERA MAIS FANTÁSTICO?

BRILHO ETERNO DE UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS (Eternal Sunshine of The Spotless Mind, 2004), de Michel Gondry

Bom filme, do talentoso diretor e roteirista Gondry, que também assina o ótimo Rebobine, por Favor (Be Kind Rewind, 2008), que tem ótimo título, por sinal. O título do filme é explicativo e ao mesmo tempo não deixa de lado o tom poético.

Kate Winslet como Clementine Kruczynski e Jim Carrey como Joel Barish, em Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças

Respondam essa tag! Nos seus blogs, vlogs ou nos comentários!

Anúncios

6 Respostas para “Re: Tag: 5 Perguntas – Cinema

  1. O Gondry é phoda!!!
    Piro muito nos clipes dele!

    O meu favorito dele é o do “Come into my world”, musica da Kylie Minogue se não me falha a memória…

Se você gostou ou não, concordou ou não e se tem uma lista que gostaria de compartilhar, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s